Fé x Ciência

 

 

Semana passada estava ajudando um amigo com um trabalho, coletando materiais na internet. O trabalho era basicamente sobre ética, mas abordava também Filosofia e ao pesquisar rapidamente sobre Santo Agostinho, me deparei com seus conceitos sobre fé, razão e sobre a existência de Deus.

Segundo Santo Agostinho é preciso “crer para entender e entender para crer”. Partindo desse pressuposto, afinal, ciência e fé, conceitos tão díspares até mesmo para quem os representam, que tem por objetivo mantê-los o mais distante quanto possível, por acharem que um atrapalha o outra e vice-versa, são ou não complementares no grande desejo do ser humano: Conhecer a verdade absoluta?

Desde os primórdios, os homens procuram compreender todos os fatos do Universo. Através de métodos rudes e, com o passar dos Séculos, com maior requinte, sempre houve a necessidade de se chegar a respostas para perguntas que nos consomem. De onde viemos, para que nascemos, qual o objetivos de nossa existência, de onde provém nossa inteligência e para onde vamos ao partimos desse plano? E o maior de todos os questionamentos: Deus existe?

Se pensarmos que fé e razão (ciência) estão mais próximas do que se pensa, os adeptos da ciência teriam que admitir que há de fato, a existência de um Ser Superior, sem que fosse necessário uma prova corroborada desse fato. Essa existência poderia ser provada apenas pela fé de quem a sente, mesmo que não possa vê-la. Em contrapartida, se esses conceitos estiverem tão distantes quanto tentam deixar claro que estejam, essa pergunta pode jamais ser respondida, porque afinal, se não vejo, não acredito. Portanto, a dúvida continuará até que se retorne ao debate e novas correntes de pensamento sejam fundadas.

Particularmente, acredito que tanto a ciência quanto os religiosos defensores ferrenhos de que a fé é superior a ciência poderiam ceder em alguns pontos e chegar a um consenso, pois a barreira entre os dois pode estar tão perto que se caso trabalhassem juntos, poderiam construir ótimos resultados para a humanidade e finalizar uma rixa que dura Séculos e por conta dela, estudiosos já foram queimados por heresia, onde a Igreja passou de correspondente dos ensinos religiosos a assassina.

Não há como provar que Deus existe, mas também não consegue se provar o contrário. Então, a humanidade passará o resto de sua existência discutindo o inevitável ou algum dia veremos que precisamos crer para entender ou entender para crer?

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s